sábado, junho 05, 2010

4

Doce, tão doce...
Havia algo naquela manhã.
Já havia conversado com as flores, apreciado o céu azul
e ainda assim, algo lhe faltara.
(Justo ela que já havia aceitado sua sina.)
Não entendia, não percebia... Seus pequenos olhinhos ainda não podiam ver:
Seu anjo já havia chegado há tempos..Silencioso, sábio, seguro.
Anjo este que soube esperar todos os mais lindos dias,
as mais lindas manhãs.. Até aquela.
Porque foi naquela manhã doce, tão doce
que ele decidiu se revelar para sua protegida:
"- Eu cuidei tanto de você... Chorei com tuas lágrimas, deliciei-me com cada riso teu.
Amei tuas carências e estive ao seu lado a cada despertar de seus belos olhos. Sim, sou teu anjo, o guardião que o destino lhe deu."
Assustada, ela sentiu suas pernas tremerem, seus lábios secarem e suas mãos suarem.
Como pode um ser tão belo pertencer a esta simples menininha? Por que o destino havia lhe reservado tão grandioso presente?
Ela não sabia o que fazer, o que dizer..o que sentir.
E seu guardião, vendo o nervosismo de sua pequena menininha, sem dizer uma única palavra, estendeu-lhe a mão, acolheu-a em seus braços e cobriu-a com suas asas.
E ela então sentiu uma paz nunca antes imaginada ou sentida por alguém. Queria poder trocar a sua eternidade por aquele momento..
O que será isso?
Não cabe a mim dizer, mas você saberá o que é...
Procure teu anjo.

3 comentários:

  1. Maravilhoso Bia!Lindo!amando todos!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Belo texto! Goiabada com queijo! Um romance bastante conhecido! Eles também viraram doce por aí?

      Excluir